XIV EDIÇÃO DO BENCHMARKING BRASIL DESTACA TRABALHO DO CONTADOR DE CAUSOS, CANTOR E ATOR ROLANDO BOLDRIN

XIV EDIÇÃO DO BENCHMARKING BRASIL DESTACA TRABALHO DO CONTADOR DE CAUSOS, CANTOR E ATOR ROLANDO BOLDRIN
XIV EDIÇÃO DO BENCHMARKING BRASIL DESTACA TRABALHO DO CONTADOR DE CAUSOS, CANTOR E ATOR ROLANDO BOLDRIN

TRF3 foi palco da premiação que destaca os trabalhos de sustentabilidade de empresas brasileiras

Inovações, preservação ambiental, desenvolvimento sustentável. Esses temas foram abordados, no dia 30 de junho, no Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), durante o XIV Benchmarking Brasil. A premiação de sustentabilidade seleciona projetos de empresas ranqueadas com as melhores práticas socioambientais do país.

O prêmio reúne ambientalistas, ativistas, cientistas, empreendedores e lideranças que trazem inovações na área, soluções e práticas que transformam realidades. Foram premiados mais de 20 cases de sustentabilidade, projetos e aplicativos de inovações verdes.

Para a desembargadora federal Consuelo Yoshida, que já foi a presidente da Comissão de Gestão Ambiental do TRF3, o evento reforça a imagem do tribunal como incentivador da cidadania e da educação ambiental. “No TRF3, houve a semana do Meio Ambiente e teremos também a Virada Sustentável, destacando a importância do tema”.

Já a ambientalista e idealizadora do programa Benchmarking Brasil, Marilena Lavorato, ressaltou que o espaço do tribunal para sediar o evento é representativo por ser uma casa da cidadania. “O papel do TRF3 nesse evento é fundamental. Primeiro por se um órgão público importantíssimo dentro desse contexto da sustentabilidade, que é um tema de interesse difuso e, segundo, pela estrutura que a gente tem aqui para receber esses profissionais do Brasil todo, que passam esses dois dias aqui debatendo e mostrando suas boas práticas”, elogiou.

Personagem homenageado

A XIV edição reconheceu a trajetória do ator, apresentador e músico Rolando Boldrin. Contador de causos e representante da música caipira de raiz, o homenageado trata do tema ambiental, da zona rural, das canções populares em seu programa “Sr. Brasil”, na TV Cultura. O cenário do programa recebeu o selo de sustentabilidade por utilizar artesanato, objetos 100% naturais, sem agredir ao meio-ambiente.

A esposa de Boldrin, Patricia Maia Boldrin, falou sobre a homenagem: “Tudo isso é pelo trabalho que o Rolando já vem desenvolvendo há muito tempo em preservar nossa cultura, cultura verdadeiramente brasileira, que é um aspecto fundamental na sustentabilidade, se a gente olhar de forma mais ampla, incluindo a cultura, questões sociais e ambientais”.

Práticas vencedoras

O evento elencou 20 empresas que apresentaram práticas inovadoras. O primeiro colocado do ranking foi a Itaipu Binacional com o programa “Biodiversidade Nosso Patrimônio”. O representante da empresa, Edson Zanlorenzi, falou sobre o trabalho desenvolvido: “O programa tem como foco a conservação da biodiversidade, da fauna e da flora. Existe desde a década de 80 e desde então a Itaipu vem executando ações de reflorestamento, produção de mudas, conservação e reprodução da fauna entre outros”, explicou.

A Ceagesp foi premiada em segundo lugar com o projeto “Reduzindo o Desperdício”. O secretário executivo da presidência da autarquia, Diego Conti, explicou sobre trabalho do Banco de Alimentos, desenvolvido no projeto: “Os alimentos que não são mais comercializados, por terem manchas, ou estarem muito maduros, são destinados ao banco e passam por uma triagem para então serem enviados a mais de 215 entidades assistenciais. Foram mais de 12 mil toneladas de alimentos doados desde a existência do banco”, relatou.

Outra inciativa vencedora envolveu cerca de mil famílias da cidade de Juazeiro, na Bahia. Com o projeto “Geração de Renda e Energia”, a Caixa Econômica Federal trabalhou com pessoas que moram em casas financiadas pelo programa Minha Casa, Minha Vida: “É um projeto que testou um modelo de geração de renda e energia para dois empreendimentos. Toda a renda gerada pela usina solar implantada pelos próprios moradores, que foram capacitados para isso, é distribuída e promove melhorias na comunidade.”, explicou Mara Luísa Mota, gerente executiva de Sustentabilidade e Responsabilidade Socioambiental da Caixa Econômica Federal.

Mais prêmios

O evento ainda destacou o trabalho de alunos de escolas técnicas profissionalizantes e estudantes do curso de tecnologia da informação e universitários que fizeram aplicativos sobre lixo ambiental e no meio agrícola. Outro destaque também coube a artistas e artesãos que trabalharam com arte sustentável. A lista de todos os homenageados e premiados pode ser vista na página do Benchmarking Brasil.

A XIV edição do Programa Benchmarking Brasil conta com o apoio institucional do TRF3, do IAPMEI (Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação), de Portugal e de diversos portais especializados em sustentabilidade, com apoio de divulgação; e também mantém parceria com as escolas profissionalizantes Centro Paula Souza, IFSP e Senai-SP, e com as universidades Anhembi Morumbi, Uninove e Mackenzie nas modalidades Benchmarking Junior e Hackathon MAIS, respectivamente.

Fotos: ACOM/TRF3

 1 – Marilena Lavorato, Patricia Maia Boldrin, Rolando Boldrin e Consuelo Yoshida

 2 – O homenageado da noite

 3 – Desembargadora federal Consuelo Yoshida

 4 – Edson Zanlorenzi recebe o prêmio pela Itaipu Binacional

 5 – Marilena Lavorato

 6 – Patricia Maia Boldrin

 7 – Público no evento

 8 e 9 – Prêmios entregues na cerimônia

 

Assessoria de Comunicação Social do TRF3
 

Visitas a notícia

Esta notícia foi visualizada 6 vezes.

Assessoria de Comunicação Social do TRF3 – 3012-1329/3012-1446

Email: imprensa@trf3.jus.br

Dados para pesquisa de notícias