JFAL faz parceria com Cooperativa de Recicladores de Alagoas

JFAL faz parceria com Cooperativa de Recicladores de Alagoas

JFAL faz parceria com Cooperativa de Recicladores de Alagoas

     Depois da parceria com a COOPVILA, a Justiça Federal em Alagoas (JFAL) assinou termo de parceria com a COOPREL – Cooperativa dos Recicladores de Alagoas para a destinação dos materiais recicláveis. A COOPEL é uma cooperativa fundada em 10 de maio de 2004 por ex-empregados da extinta COBEL,  empresa que fazia a coleta urbana no Município de Maceió e que teve suas portas fechadas em 2001.

     Realiza coleta seletiva de todo tipo de material que pode ser reaproveitado por meio da reciclagem há 13 anos. Com 17 trabalhadores, além de recolher esse material de casa em casa – as residências que contribuem possuem um adesivo na porta, para identificar a parceria – também busca repartir igualitariamente os valores arrecadados com a venda dos resíduos com cada trabalhador associado.

     A JFAL, mais nova instituição parceira da COOPREL, passará a recolher semanalmente, o material reciclável separado nas dependências do edifício-sede, exceto os autos findos judiciais e administrativos, que continuarão sendo destinados à COOPVILA, única entidade que atende à exigência de possuir máquina fragmentadora de papéis de grande porte.

     A Comissão Socioambiental da JFAL reforça a necessidade de que sejam mantidas as práticas de separação dos materiais recicláveis em cada unidade, a fim de que sejam destinados às cooperativas e não venham a ser descartados no lixo comum, prejudicando a subsistência dos catadores e causando impactos negativos ao meio ambiente.

Trabalho exaustivo

O trabalho dos catadores é exaustivo. Primeiro eles saem às ruas e vão diretamente às casas ou empresas parceiras onde estão colados os adesivos que identificam que aquele lugar aceita fazer a doação dos materiais recicláveis à cooperativa. Em seguida retornam à sede, onde começa o processo de separação dos materiais: garrafas pet, garrafas de produtos de limpeza, papelão, caixas tetra pack, plástico, alumínio, jornais, vidro, tudo é separado e prensado de acordo com a especificidade de cada produto.

      Toda essa matéria prima é vendida aos atravessadores, que, por sua vez, repassam por um valor mais alto às empresas interessadas. Por dia, a COOPREL produz de quatro a cinco aglomerados de materiais recicláveis: cerca de 15 toneladas por mês.

     A cooperativa recebe apoio do projeto Cataforte, que é uma iniciativa do Governo Federal, do Banco do Brasil e de instituições parceiras, que por meio de programas beneficiam organizações de grupos de catadores, além de três empresas privadas, sendo duas em Alagoas e uma de Pernambuco.  

Comunicação JFAL